Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Graduação EaD
Início do conteúdo da página

Licenciatura em Pedagogia

Publicado: Quarta, 05 de Dezembro de 2018, 10h06 | Última atualização em Quinta, 27 de Junho de 2019, 14h45
 
Curso: Licenciatura em Pedagogia
Título/Habilitação: Licenciado em Educação Infantil, Anos iniciais do Ensino Fundamental, Gestão da Unidade Escolar
Modalidade: Licenciatura - A distância – Ensino a Distância (EaD)
Duração do curso: 4 anos – 8 semestres
Turno: Personalizado pelo estudante
Horário de encontros presenciais: Das 8h às 11h e das 13h às 17h
Dias semanais de aula:
Personalizado pelo estudante
Público-alvo: Concluintes do ensino médio completo ou equivalente e aprovação em exame de processo seletivo ou atender as normas institucionais para transferência interna e externa.
Total de vagas ofertadas por semestre: 300 vagas
Campus Proponente: Campus Muzambinho
Polos de Apoio Presencial: Muzambinho, Machado e Inconfidentes
Forma de ingresso: Processos seletivos – Vestibular
Tempo Máximo para Integralização do Curso: 8 anos
Periodicidade de oferta: Anual
Estágio supervisionado: 400 horas
Carga horária total: 3.200 h
Ato Autorizativo: Resolução nº 75/2016, de 15 de dezembro de 2016
Telefone: (35) 3571-5102
E-mail: pedagogiaead@muz.ifsuldeminas.edu.br

 

Apresentação do curso

O curso de graduação Licenciatura em Pedagogia é oferecido para alunos que já tenham concluído o Ensino Médio ou outro curso superior. Nesse curso a trajetória de formação tem como objetivo qualificar o futuro professor para o trabalho na Educação Infantil, nas séries iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano escolar) e na gestão em concordância com as funções previstas no art. 64 da LDB.

 

Coordenação do Curso

SEM FOTO
Coordenadora: Maria Lúcia de Queiroz Guimarães Hernandes
E-mail: maria.hernandes@muz.ifsuldeminas.edu.br

 

SEM FOTO
Coordenadora de Plataforma e Tutoria: Cristiane Fortes Gris Baldan
E-mail:
cristiane.gris@muz.ifsuldeminas.edu.br

 

Perfil Profissional

O pedagogo precisa ser capaz de adaptar-se ao contexto, para que seja possível desenvolver o melhor trabalho possível em prol da realidade social e organizacional que venha atuar.

 

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho do profissional pedagogo inclui:

– Gestor pedagógico em empresas (organizações governamentais e não governamentais);
– Assessor pedagógico em serviços de difusão (museus, centros culturais, bibliotecas) e de comunicação (jornais, revistas, televisão, rádios, editoras);
– Desenvolvimento de projetos educacionais, sociais e culturais para empresas, ONGs e outras instituições.
– Consultoria para treinamentos corporativos, visando a gestão do método e o desenvolvimento dos conteúdos relacionados.
– Atuação em creches, cuja contratação de pedagogos é obrigatória.
– Pedagogia hospitalar – Elaboração de projetos didáticos para crianças e jovens internados.
– Recreação e lazer – Clubes, hotéis e instituições ligadas ao turismo;
– Educação no trânsito (setor de planejamento urbano, transportes),
– Órgãos governamentais, podendo estabelecer e fiscalizar legislações relacionadas a área educacional.

 

Área de Atuação

Para tanto, sua organização possibilita ao estudante sólida formação teórico-prática de modo que após formado o profissional possa:

- Desenvolver o domínio do processo de ensino-aprendizagem;

- Desenvolver o domínio do processo de ensino-aprendizagem em suas múltiplas dimensões interdisciplinares;

- Desenvolver competências para conceber, executar e avaliar projetos educacionais/pedagógicos (coletivos e interativos), articulando teoria e prática;

- Desenvolver senso crítico e participativo no âmbito educacional e social;

- Desenvolver competências para a avaliação do curso e de programas de ensino e/ou atividades nos anos iniciais do ensino fundamental e na educação infantil.

 

Outras informações

AS PRÁTICAS ENQUANTO COMPONENTE CURRICULAR – PCC’s

Em conformidade ao § 1º, inciso I, do artigo 13º da Resolução CNE/CP nº 02/2015, que define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior e formação continuada, as PCCs constituem de seis disciplinas distribuídas ao longo do curso com início no 1º período, conforme pode ser observada na matriz curricular. Elas têm caráter integrador de conteúdos e possibilitam atividades práticas e teóricas ao educando, bem como o apresenta à vivência de práticas educativas relacionadas a ações cotidianas não escolares.

Cabe também aos educandos a confecção de Projetos e/ou Portfólios relativos às ações e atividades realizadas pelos educandos durante o desenvolvimento das disciplinas de PCCs. Neste caso, o portfólio corresponde à produção de documentação descritiva das atividades planejadas e executadas pelos educandos de Pedagogia ao longo da disciplina de PCC, contendo registro textual e fotográfico.

O material produzido pelos educandos e que auxiliará o registro das ações e atividades implementadas pelos educandos para cumprimento das disciplinas de PCC´s poderá ser constituído por:

Criação de material de áudio, visual ou audiovisual relacionado à área da Educação;

Proposição, execução e avaliação de atividades lúdicas voltadas para práticas educacionais;

Planejamento e criação de projetos associados à área de Educação, envolvendo os níveis de ensino: Educação Infantil e Ensino Fundamental;

Planejamento, criação, organização e desenvolvimento de campanhas destinadas à sensibilização da comunidade quanto a assuntos atrelados à Educação;

Planejamento, criação, organização e desenvolvimento de campanhas de integração escola-comunidade.

O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

O Estágio obrigatório Supervisionado tem o intuito de garantir aos docentes a formação plena para o exercício integrado e indissociável da docência na educação básica, incluindo o ensino e a gestão educacional, e os processos educativos escolares e não escolares, da produção e difusão do conhecimento científico, tecnológico e educacional, a Resolução nº 2, de 1º de Julho de 2015, define uma base comum nacional quanto à estrutura e currículo dos cursos de licenciatura, destacando a obrigatoriedade para o cumprimento do Estágio Curricular Supervisionado:

(...) II - 400 (quatrocentas) horas dedicadas ao estágio supervisionado, na área de formação e atuação na educação básica, contemplando também outras áreas específicas, se for o caso, conforme o projeto de curso da instituição;

(...) § 6º O estágio curricular supervisionado é componente obrigatório da organização curricular das licenciaturas, sendo uma atividade específica intrinsecamente articulada com a prática e com as demais atividades de trabalho acadêmico. (BRASIL, 2015, p. 2).

Caso o acadêmico realize estágio não obrigatório antes do 5º (quinto) período e este não será contabilizado como horas de estágio obrigatório. O início do Estágio Supervisionado ocorrerá a partir do 5º (quinto) período do curso.

ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS (AACC) / ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Conforme a Resolução nº 2/2015, para os cursos de formação docente, compreendemos que as atividades acadêmicas, científicas e culturais complementares à formação são aquelas previstas no Núcleo de Estudos integradores para enriquecimento curricular, compreendendo a participação em:

[...] a) seminários e estudos curriculares, em projetos de iniciação científica, iniciação à docência, residência docente, monitoria e extensão, entre outros, definidos no projeto institucional da instituição de educação superior e diretamente orientados pelo corpo docente da mesma instituição; b) atividades práticas articuladas entre os sistemas de ensino e instituições educativas de modo a propiciar vivências nas diferentes áreas do campo educacional, assegurando aprofundamento e diversificação de estudos, experiências e utilização de recursos pedagógicos; c) mobilidade estudantil, intercâmbio e outras atividades previstas no PPC; d) atividades de comunicação e expressão visando à aquisição e à apropriação de recursos de linguagem capazes de comunicar, interpretar a realidade estudada e criar conexões com a vida social (Resolução CNE/CP 02/2015, p. 10).

Dessa forma, tais atividades não se resumem a ações de naturezas didática e acadêmica, envolvendo práticas socioculturais que estejam, de algum modo, relacionadas à formação do docente.

registrado em:
Fim do conteúdo da página