Login



Boletim Climático: Janeiro
Ter, 02 de Fevereiro de 2016 11:00

Confira o boletim climático do mês de Janeiro com informações de temperatura, umidade, precipitação e muito mais.

Temperatura média

No mês de janeiro de 2016 foram observadas temperaturas do ar em torno de 21,5°C. Essa temperatura média está abaixo da temperatura do ar nos anos de 2014 e 2015 e também das médias históricas (1974-1985 e 2006-2013), onde os valores foram de 22,4; 22,9; 22,1 e 22,6°C, respectivamente (Figura 2.A). A maior temperatura do ar no mês foi observada no dia 26 de janeiro, na qual os termômetros aferiram um valor de 30,6°C às 17:00, por sua vez, a menor temperatura foi aferida em 22 de janeiro às 6:00 horas, sendo o valor de 15,7° C.

Temperatura Média em Janeiro ºC


Precipitação em Janeiro

A precipitação pluviométrica de janeiro foi de 328 mm mês-1, volume esse dentro normalidade para a época do ano, sendo semelhante aos valores precipitados nas médias históricas de 1974-1985 e 2006-2013 e superior aos valores precipitados nos anos de 2014 e 2015 (Figura 3). A precipitação pluviométrica que ocorreu nas médias históricas de 1974-1985 e 2006-2013 e nos anos de 2014 e 2015 foram de 314,3; 304,6; 68,4 e 184,2 mm mês, respectivamente.

Chuvas registradas em Janeiro mm


Precipitação acumulada

A precipitação acumulada de janeiro de 2016 ocorreu dentro da normalidade, estando semelhante às precipitações ocorridas nas médias históricas 1974-1985 e 2006-2013.

Precipitação acumulada ao longo doa meses mm


Evapotranspiração potencial

A evapotranspiração potencial “nível máximo teórico” que ocorreu no mês de janeiro de 2016 foi de 83,5 mm, sendo abaixo dos valores observados na média histórica de 1974-1985, 2006-2013 e nos anos de 2014 e 2015. A evapotranspiração em janeiro de 2014, 2015 e das médias históricas (1974-1985 e 2006-2013) foram de 102,1; 107,2; 105,1 e 104,06 mm mês, respectivamente.

A evapotranspiração potencial, a capacidade de água disponível (CAD) e o armazenamento de água no solo (ARM), além do extrato do balanço hídrico foram realizados pelo SoftwareÂSYSTEM FOR WATER BALANCE “SYSWAB”. A evapotranspiração potencial foi estimada pelo método de THORNTHWAITE (1948).

Evapotranspiração potencial mensal mm


Armazenamento de água no solo (ARM)

O armazenamento de água no solo (ARM) diz respeito à quantidade de água disponível no sistema solo-planta-atmosfera. No mês de janeiro o solo demonstrou 100% da sua capacidade de armazenamento de água, o que é normal para esta época do ano, uma vez que nas médias históricas e nos anos de 2014 e 2015 o sistema também estava com 100% da capacidade.

Armazenamento de água no perfil do solo mm


Balanço hídrico

Em janeiro é normal que os balanços hídricos demonstrem elevados excedentes hídricos, devido à ocorrência das chuvas do período chuvoso, como observado nas médias históricas (Figura 7.A.B). Em janeiro de 2016 não foi diferente, o sistema solo-planta-atmosfera também demonstrou excedentes hídricos, sendo de 210 mm, valor esse dentro da normalidade (Figura 8.E), quando comparados as médias históricas de 1974-1985 e 2006-2013, na qual observou-se 195,3 e 200 mm, respectivamente. Em 2014 não teve excedente e em 2015 o mesmo foi de apenas 76 mm.

Balanço hídrico mensal sequencial mm


Considerações finais

A temperatura do ar juntamente com a evapotranspiração potencial de janeiro demonstraram valores abaixo da normalidade, provavelmente devido ao menor índice de radiação incidente no ambiente, por causa dos vários dias chuvosos que ocorreram no decorrer do mês.

A precipitação pluviométrica, o armazenamento de água no solo, assim como o balanço hídrico climatológico ocorreram dentro da normalidade, permanecendo próximos aos valores das médias históricas. Esses valores excedentes favorecem os lenções freáticos e o aumento dos níveis dos reservatórios.

Fonte: Boletim Climático de Janeiro 2016.


Para visualizar o boletim climático completo, clique aqui

Para conferir os outros boletins,clique aqui.

Confira também dados online da estação meteorológica,clique aqui.


Os boletins climáticos são preparados pelo Grupo de Pesquisa em Fruticultura e Agrometeorologia e a equipe responsável pela elaboração é composta pelo Mestrando em Produção Vegetal (Agrometeorologia) UNESP Jaboticabal, Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido, e pelo Professor e Engenheiro Agrônomo do Campus Muzambinho, Paulo Sérgio de Souza.
 

 

Ankara Escort,cayyolu escort,

//