Login



Boletim climático: Junho
Sex, 08 de Julho de 2016 16:18

Confira o boletim climático do mês de Junho de 2016 com informações de temperatura, umidade, precipitação e muito mais.

Neste boletim são apresentados e analisados dados climáticos mensais das médias históricas de 1974-1985 e 2006-2013 comparados com os valores aferidos nos anos de 2014, 2015 e 2016.

Temperatura Média em Junho

Em junho de 2016 foram observadas temperaturas do ar em torno de 15,4°C, sendo considerada a temperatura média do ar mais baixa de todo o ano. Essa temperatura média está abaixo das temperaturas do ar observadas na média histórica de 1974-1985, onde o valor médio aferido de 16,8°C. Os valores aferidos nos anos de 2014 e 2015 foram superiores, uma vez que demonstraram valores médios de 16,3°C e 15,9°C, respectivamente.

A maior temperatura do ar foi observada no dia 6 do mês, na qual os termômetros aferiram um valor de 26,2°C às 13:30h, por sua vez, a menor temperatura do ar foi aferida no dia 12 às 5:30 horas, sendo o valor de 2,2°C. Temperatura essa que promoveu a ocorrência de geadas na região.

temperatura média

Precipitação em Junho

Em junho a precipitação pluviométrica foi de 92,2 mm mês-1, volume esse considerado fora da normalidade para a estação do inverno. Este índice pluviométrico foi diferente do valor aferido nas médias históricas de 1974-1985 (24,83 mm mês-1), 2006-2013 (28,16 mm mês-1) e também nos anos de 2014 e 2015, onde foram observadas precipitações de apenas 13,8 e 27,4 mm mês-1, respectivamente. De maneira geral, a precipitação de junho ocorreu de apenas no inicio do mês, principalmente na primeira semana.

volume mensal de chuva

Acumulado de chuvas até Junho

A precipitação pluviométrica acumulada até junho de 2016 foi de 1134,8 mm, sendo este um valor considerado acima da normalidade, pois quando comparada às precipitações ocorridas nas médias históricas de 1974-1985 e 2006-2013, os valores não ultrapassavam 870 mm.

volume acumulado de chuvas

Evapotranspiração potencial em Junho

A evapotranspiração potencial “nível máximo teórico” demonstrou uma queda em relação ao valor aferido mês passado (maio). No mês de junho foi observado uma evapotranspiração de apenas 31,92 mm mês, sendo considerada a mais baixa de todos os meses do ano. A evapotranspiração de junho nos anos de 2014, 2015 e das médias históricas (1974-1985 e 2006-2013) foram de 36,1; 34,30; 47,30 e 38,2 mm mês, respectivamente.

evapotranspiração mensal

Armazenamento de água no solo em Junho

O armazenamento de água no solo (ARM) diz respeito à quantidade de água disponível no sistema solo-planta-atmosfera. Com o índice pluviométrico que ocorreu no inicio do mês de junho houve um incremento no ARM, chegando a 100% da sua capacidade de armazenamento de água. Este valor se encontra fora da normalidade para a época do ano.

armazenamento de água no solo

Balanço hídrico em Junho

No mês de junho é normal que os balanços hídricos demonstrem-se estáveis ou até mesmo com a presença de déficit hídricos, devido a estação do inverno evidenciar poucos índices pluviométricos, como observado nas médias históricas. Em junho do ano 2016 foi diferente, uma vez que o sistema solo-planta-atmosfera demonstrou excedentes hídricos que chegaram 50,9 mm, por causa das chuvas no início do mês. Os excedentes hídricos correspondem à água que é percolada pelo solo até os lenções freáticos.

balanco hidrico

Considerações finais

  • A temperatura do ar e a evapotranspiração potencial que acorreram em junho foram às médias mais baixas de todo o ano, o que proporcionou a ocorrência de geadas na região.
  • O índice pluviométrico que ocorreu em junho foi acima da normalidade para a época do inverno. Essa precipitação, além de promover queda dos frutos das plantas do cafeeiro, ainda promove uma redução na qualidade da bebida dos frutos colhidos.

Fonte: Boletim Climático de Junho 2016


Para visualizar o boletim climático completo, clique aqui

Para conferir os outros boletins,clique aqui.

Confira também dados online da estação meteorológica,clique aqui.


Os boletins climáticos são preparados pelo Grupo de Pesquisa em Fruticultura e Agrometeorologia e a equipe responsável pela elaboração é composta pelo Mestrando em Produção Vegetal (Agrometeorologia) UNESP Jaboticabal, Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido, e pelo Professor e Engenheiro Agrônomo do Campus Muzambinho, Paulo Sérgio de Souza.
 

 

Ankara Escort,cayyolu escort,

//